09 maio 2015

Sobre "viver a vida"


Mês que vem começam minhas férias e o pessoal da minha turma está super empolgado. Um colega comentou que assistiria muitas séries e colocaria as leituras em dia, outro jovem respondeu que dedicar as férias a tal coisas seria um tédio e que a vida tem que ser vivida. Ele continuou dizendo que quando estiver velho quer ter histórias para contar, não só as que ele leu ou assistiu, mas as que viveu.

E começam as filosofias.

Confesso que minhas férias serão como a do meu primeiro colega; séries e livros. No entanto não deixo de refletir no que foi dito pelo segundo. Ele completou dizendo que queria mudar o tom da cor do pulmão e por o fígado pra trabalhar, o que me leva a concluir que viver a vida para ele é beber e fumar. Algum tempo atrás assisti um vídeo da Fran Guarnieri onde ela contava as 22 coisas que aprendeu com 22 anos, o item 4 foi: "Ficar em casa assistindo séries no final de semana é bom, vai. Mas pode ter certeza que você vai ter mais chances de ter boas memórias se você trocar de roupa, se maquiar e sair com seus amigos." 

Tudo isso me fez refletir sobre mim mesma, eu detesto sair de casa, é cansativo. E ter que lidar com pessoas é desgastante na maioria das vezes. Eu tenho muitas histórias e não precisei sair de casa para festas nos finais de semana, muito menos beber e fumar. As programações em família, as da igreja e as da escola sempre me satisfizeram socialmente. Eu gostaria sim de sair da minha zona de conforto e ter mais programações do tipo, ir num museu, à exposições, feiras, etc, até comentei com minha mãe que nunca saio de casa a não ser para a faculdade e culto, ela me respondeu apenas que tudo tem seu tempo. Tudo tem seu tempo. O meu tempo agora é o estudo, como o meu caso é uma questão muito mais financeira que pessoal, sei que no futuro realizarei meu sonho de fazer viagens e conhecer culturas. Enquanto não chego lá não sinto que não estou vivendo, pois não escolhi viver apenas momentos, escolhi viver a vida.

Quem avança confiante na direção de seus sonhos e se empenha em viver a vida que imaginou para si encontra um sucesso inesperado em seu dia-a-dia.
Henry David Thoreau


2 comentários:

  1. Ah, sou que nem você e é assim mesmo. Com o tempo a gente vai largando essa vida mais caseira e vai saindo mais com os amigos, mesmo que não seja pra beber ou fumar, mas apenas pra estar ali e se divertir, conversar, jogar conversa fora que faz bem às vezes. Eu só estou saindo mais agora. Porque antes era só escola - casa, casa - escola. Também envolve mais uma questão financeira, porque aí tem passagem pra pagar, alguma coisinha pra comprar quando chegar no local, seja bebida ou comida né. Então, é tudo no seu tempo mesmo.

    Beijos!
    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir

As opiniões expressas nos comentários não refletem a opinião da autora deste blog e são de exclusiva responsabilidade de quem os escreveu.

Se quiser fazer contato de outra forma vá na página contato.